Acusado Chora

Suspeito de roubar um carro nos Estados Unidos, o americano Arthur Booth, de 49 anos, se emocionou durante seu julgamento, nesta terça-feira (30), depois que a juíza Mindy Glazer o reconheceu dos tempos de escola, quando eram amigos. "Senhor Booth, tenho uma pergunta. Você frequentou [a escola] Nautilus?", questionou Glazer. Questionado, o homem não conseguiu responder e apenas repetiu diversas vezes "Oh meu Deus! Oh meu Deus!". Booth foi preso na segunda-feira (29) após ser flagrado dirigindo um carro que teria sido usado no assalto a uma casa. Ao ser abordado por um policial, ele acelerou e acabou sendo perseguido, segundo informações da "NBC News".


"Sinto muito vê-lo aí. Sempre me perguntei o que teria acontecido com o senhor", continuou a juíza. "Ele era o garoto mais legal da escola, foi o melhor menino do ensino fundamental", acrescentou. Diante do homem emocionado, a juíza continua: "Sr. Booth, espero que você seja capaz de mudar seu comportamento. Boa sorte", deseja ela. "Espero que você seja capaz de sair desta situação bem e tenha uma vida boa", finalizou.

Assim que a Glazer termina sua fala, Booth tenta dizer algo, mas recebe o chamado dos policiais e deixa o local sem nada dizer. Ele ficará preso até pagar uma fiança de quase R$ 135 mil.

O vídeo do encontro entre a juíza e o réu tornou-se viral nas redes sociais.

Fonte: RedeTv 


Ai Você vai me dizer que ele foi vitima de preconceito e falta de oportunidade, por isso não tinha emprego e foi pro crime. MENTIRA!
Foi a falta de vontade que fez ele estar onde tá e a Juíza a mesma coisa pois a oportunidade ambos tiveram a mesma e preconceito duvido muito.

Compartilhar:

Facebook

Twitter

Parceiros



Viegas page ~ a web em suas mãos!

Nosso App




Compatível com: Android / Blackberry
Java / iOS / Windows Phone

Seguir por e-mail

Doação

GOSTOU DO BLOG, FAÇA UMA DOAÇÃO!